terça-feira, 19 de Março de 2013

A INGERÊNCIA SUL AFRICANA NOS PROCESSOS POLÍTICOS DA REGIÃO - SUAS CONSEQUÊNCIAS

Apartir dos finais dos anos 70 do século XX, assiste-se com grande intensidade a invasão dos territórios de Angola, Zâmbia e de Moçambique por parte das forças de elite sul africanas.

As ofensivas sul-africanas aos territórios vizinhos tinham por objectivo conter as ofensivas das forças nacionalistas do Sudoeste Africano(Namibia) e da África do Sul, nomeadamente a Swapo (braço  armado da Namibia) e o ANC (braço armado da África da África do Sul, apoiados por Angola e pela maioria dos países da África Austral, pertencentes à organização da Linha da Frente.

A África do Sul desenvolveu inúmeras acções de desestabilização contra os países da região, com a cumplicidade e apoio de países ocidentais, com particular destaque os EUA...

 O regime de apartheid criou unidades militares especificamente para desestabilizar países vizinhos, como foram os casos do Batalhão Bufalo, também conhecido 32º Batalhão, os Comandos de Reconhecimento, o Destacamento Especial Sul Africano, o 44º Batalhão de Para-quedistas e os Cofutes (tropas de origem Namibiana - dócil ao regime do apartheid).

Na década de 80, as tropas Sul-Africanas ocuparam um vasto território nas províncias do Cunene e do Kwando Kubango, com o objectivo de manter os países da região, particularmente Angola, sob continua pressão militar, no sentido do então governo da república popular de Angola ceder, permitindo a retirada das tropas Cubanas que lado a lado com as forças armadas populares de angolanas (FAPLA),  combatiam as forças Sul Africanas...

4 comentários:

  1. Respostas
    1. A ingerência Sul Africana na região da Africa Austral no último quartel do século XX teve as seguintes consequências:
      Destruição de infraestruturas levou a graves consequências, economicas e sociais:fábricas, escolas, hóspitais, pontes, caminhos de ferro etc...;
      Massacre de Refugiados Namibianos na localidade de Kassinga, província da Huíla em Maio de 1978, tendo causado mais de 600 mortos e 400 feridos;
      Assassinatos de activistas políticos Sul Africanos ligados ao ANC (Congresso Nacional Africano), com destaque, os casos de Ruth First e Joe Gquabi, representantes do ANC em Harare, assassinados em Julho e Agosto de 1982

      Eliminar
  2. quais sao os objectivos que estao na base da ingerencia e as suas causas

    ResponderEliminar
  3. quais sao os objectivos que estao na base da ingerencia e as suas consequencias

    ResponderEliminar